joão gilberto vaz joao gilberto vaz

Ministério Público pede interdição temporária do Mineirão

O promotor do Ministério Público (MP) de Minas Gerais, Rodrigo Filgueira de Oliveira, entrou na Justiça com uma ação civil pública para suspender, em caráter liminar, jogos e eventos culturais no Mineirão, em Belo Horizonte. Desde que o estádio foi reinaugurado, vários visitantes têm registrado queixas sobre falhas estruturais.

A promotoria alega que a Minas Arena, empresa responsável pela administração do Mineirão, não cumpriu algumas normas de acessibilidade para pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida. Na ação, o fechamento do estádio é proposto até que o consórcio se adeque às leis.

Alguns cadeirantes chegaram a reclamar da dificuldade de acesso às arquibancadas no show de Paul McCartney no último sábado (4). Além disso, banheiros do estádio ficaram entupidos momentos antes da apresentação e o esgoto tomou conta de parte dos corredores do Mineirão.

Mineirão

Já na inauguração do estádio, em fevereiro deste ano, as reclamações começaram a surgir. Vários torcedores entraram na Justiça após os problemas enfrentados no clássico que marcou a reabertura do Mineirão. Foram registrados transtornos como falta de água, atraso na abertura dos portões do estacionamento, escassez de restaurantes abertos e ausência de acessos adequados para deficientes. O governo de Minas Gerais multou o consórcio Minas Arena em R$ 1 milhão pelas falhas.

FONTE: http://www.bhaz.com.br/ministerio-publico-pede-fechamento-temporario-do-mineirao/

Publicar Comentário

*