joão gilberto vaz joao gilberto vaz

Itaipava adquire naming rights da Arena Pernambuco

Uma das sedes da Copa das Confederações, a Arena Pernambuco muda de nome antes mesmo de abrir as portas. Após batizar a Fonte Nova em Salvador, o Grupo Petrópolis, dono da cerveja Itaipava, fechou contrato com o Governo e dará nome também ao recinto pernambucano.

Com o acordo, o estádio passa a se chamar Itaipava Arena Pernambuco. O contrato é válido pelos próximos dez anos, pelos quais a companhia desembolsará R$ 100 milhões. Ainda há opção de renovação por mais dois períodos de mesma duração.

Durante a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, o estádio deverá ser chamado apenas de Arena Pernambuco, já que para estes torneios a cervejaria Ambev, principal concorrente nacional do Grupo Petrópolis, é a parceira da Fifa.

O anúncio oficial do negócio será na próxima segunda-feira, 20. No mesmo dia, uma partida entre os operários que participaram da construção inaugurará o estádio. Dois dias depois, na quarta, 22, Náutico e Sporting Lisboa, de Portugal, realizam o primeiro jogo profissional da Arena.

A parceria segue a estratégia do Grupo Petrópolis de aumentar sua presença na região Nordeste, onde a Ambev tem presença menor. A companhia tem planos de estabelecer uma fábrica em Alagoinhas, na Bahia, ainda neste ano.

Construída pela Odebrecht, a Arena Pernambuco custou cerca de R$ 529,5 milhões e terá capacidade para 46 mil espectadores. O estádio fica no município de São Lourenço da Mata, a 19 km do centro de Recife. O local será palco de três partidas da Copa das Confederações e seis jogos da Copa-2014. Após os eventos-teste, o Náutico passará a sediar suas partidas na Arena.

Publicar Comentário

*