joão gilberto vaz joao gilberto vaz

Governo do Rio paga mais R$ 60 milhões pela reforma do Maracanã

Valor total do estádio para a Copa de 2014 já chega a R$ 1,1 bilhão

A Secretaria de Obras do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira o aumento de quase R$ 60 milhões na reforma do Maracanã. Assim, o valor da obra no estádio para a Copa do Mundo de 2014 já chega a cerca de R$ 1,1 bilhão.

O valor exato divulgado no Diário Oficial é de R$ 59.705.733, referentes à “reajuste de preços/atualização monetária”, que serão pagos às construtoras que trabalharam na obra.

No dia 7 de maio, antes de ser entregue à Fifa para a Copa das Confederações, o Maracanã ganhou um aditivo e a obra passou a custar R$ 1,049 bilhão. Segundo o último balanço divulgado em dezembro pelo Ministério do Esporte, o custo do estádio estava orçado em R$ 882,9 milhões.

Palco das finais da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, o Maracanã foi reaberto no dia 27 de abril com um jogo entre amigos de Ronaldo e Bebeto. Depois, recebeu o amistoso entre Brasil e Inglaterra (2 de junho) e mais três jogos da Copa das Confederações. No último domingo, o estádio voltou a ser usado por clubes cariocas com o clássico entre Vasco e Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

Desde o final do torneio da Fifa deste ano, o estádio passou a ser administrado por um consórcio de empresas privadas. O grupo é formado por Odebrecht Participações e Investimentos S.A. (empresa líder, com 90%), IMX Venues e Arena S.A (de propriedade de Eike Batista, com 5%) e AEG Administração de Estádios do Brasil LTDA (também com 5%) e é o responsável por administrar o estádio pelos próximos 35 anos.

No contrato com o governo do Rio, está a previsão do investimento de R$ 594.162.148,71 no Complexo do Maracanã, o que inclui a demolição do estádio de Atletismo Célio de Barros e do parque aquático Julio Delamare, além da remodelação do Museu do Índio, que será o Museu Olímpico. No local, o concessionário terá que construir áreas de entretenimento, museus do futebol e olímpico e um amplo estacionamento.

FONTE: http://globoesporte.globo.com/futebol/copa-do-mundo/noticia/2013/07/governo-do-rio-paga-mais-r-60-milhoes-pela-reforma-do-maracana.html